Análise: a ação contra o programa de trainee para negros da Magalu - ES360

Análise: a ação contra o programa de trainee para negros da Magalu

Na coluna Direito para Todos, o advogado Gustavo Varella comenta o processo conta o Magalu e explica a dinâmica das chamadas "ações afirmativas"

Uma ação movida pelo defensor público Jovino Bento Júnior, por meio da Defensoria Pública da União (DPU), questiona o programa de trainee voltado para negros, iniciado pela rede varejista Magazine Luiza. No processo, é pedida uma indenização por danos morais coletivos na ordem de R$ 10 milhões de reais pela “violação de direitos de milhões de trabalhadores”, alegando discriminação por motivos de raça.

Defensores públicos do Grupo de Trabalho de Políticas Etnorraciais da DPU emitiram nota de repúdio contra a ação, afirmando que ela “não reflete a missão e posição institucional da Defensoria Pública da União quanto a defesa dos direitos dos necessitados”.

Na coluna Direito para Todos desta quarta-feira (07), na BandNews FM Espírito Santo, o advogado Gustavo Varella comenta o processo e explica a dinâmica das chamadas “ações afirmativas”.


Comentários:


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Veja como está o funcionamento das consultas eletivas em Vitória

Dia a dia

Marquise de loja desaba e deixa um ferido no Centro de Vitória

Cult

Festa Literária das Periferias ocorre este ano em formato digital

Mundo

Carta assinada por 162 entidades cobra providências da ONU contra ação da Abin