Acordou de ressaca? Veja dicas para se livrar dos sintomas - ES360

Acordou de ressaca? Veja dicas para se livrar dos sintomas

Quem já sobreviveu a uma ressaca sabe que palavras para explicá-la são dispensáveis

Ressaca. Foto: Pixabay
Ressaca. Foto: Pixabay

 

Esqueceu os limites e chutou o bom senso no Carnaval, né? Acordou meio zonzo, com uma batalha travada contra o sistema digestivo. Sem contar a dor de cabeça que não vai embora e o volume médio do som, que parece ter automaticamente mudado para o alto. A ressaca tarda, mas não falha. E aí entra o clichê: “Nunca mais eu vou beber”. Há quem jure de pé junto que o segredo da cura é beber de novo. Mas tem quem opte por recomendações de um profissional.

“Evitar a ressaca é simples: intercalar o álcool com água e não exagerar. Mas nunca faço isso. Aposto mesmo no bromoprida e dipirona. No outro dia tomo bastante líquido. Tomar mais cerveja no dia seguinte costuma resolver também”, diz Rômulo Raggi, um bebedor bem assumido.

Quem já sobreviveu a uma ressaca sabe que palavras para explicá-la são dispensáveis. Mas dá, sim, para minimizar os sintomas sem usar a receita de Rômulo e cair na bebedeira de novo. Isso não significa abrir mão da diversão. Ao contrário: muitos têm outras “fórmulas” para driblar o problema e acordar “pronto para outra” no dia seguinte.

“Quando sei que vou para alguma festa, procuro não me alimentar em excesso. Enquanto eu estiver bebendo, até como um ou outro tira-gosto, mas de forma moderada. De vez em quando, tomo um copo de água, mas não muito, para não ocupar o espaço da cerveja. O segredo é tomar um engov e uma neosaldina antes de dormir. Acordo pronto pra outra”, relato Marcos Souza.

Outra dica, bem mais dentro dos padrões, é apostar no café na manhã do dia seguinte. O nutricionista Jefferson Gonçalves ressalta que a cafeína ajuda na diminuição da sonolência e da dor de cabeça ocasionada pelo álcool. Manter o estômago forrado também é uma boa para quem “exagerou na manguaça”. As náuseas diminuem e o metabolismo do álcool no organismo é acelerado. O ideal é optar por ingerir suco de frutas, bebidas isotônicas, ovos, leites e derivados, legumes e verduras.

Depois de tomar café, beber água, se alimentar e tomar um comprimido, só resta o descanso. Não, o sono não vai cortar os sintomas da ressaca, mas vai re-estabelecer o funcionamento do sistema nervoso.

Dia da Ressaca

Para lembrar que a ressaca existe, o brasileiro inventou um dia exclusivo à ela, comemorado todo dia 28 de fevereiro – por coincidência (ou não), logo depois do Carnaval.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dinheiro

Espírito Santo terá loteria estadual até julho

Dia a dia

Mais de 117 mil pessoas receberam 1ª dose da vacina no ES

Dia a dia

Como agendar vacinas para idosos acima de 80 anos na GV

Dia a dia

Saiba como funciona bafômetro que identifica álcool no ar