Acidente com ônibus de turismo deixa pelo menos 21 mortos no Paraná - ES360

Acidente com ônibus de turismo deixa pelo menos 21 mortos no Paraná

Equipes dos Bombeiros e da Polícia Militar do PR e SC realizam operação de resgate de vítimas

Acidente com ônibus de turismo deixa pelo menos 21 mortos no Paraná. (Reprodução: Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas)
Acidente grave com ônibus de turismo em estrada do Paraná. (Reprodução: Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas)

Equipes dos Bombeiros e da Polícia Militar do Paraná e Santa Catarina realizam operação de resgate de vítimas de um acidente com um ônibus de turismo ocorrido na manhã desta
segunda-feira, 25, e que deixou pelo menos 21 mortos e 32 feridos. Seis pessoas estão em estado grave de saúde.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no quilômetro 668 da rodovia BR-376, em Guaratuba (PR), no trecho conhecido como “Curva da Santa”. Os feridos foram encaminhadas para hospitais de Joinville (SC), Garuva (SC) e de Curitiba (PR).

Conforme as informações da PM, o ônibus – em que viajam 54 passageiros e dois motoristas – tinha placas de Belém e descia a Serra no sentido de Florianópolis. A concessionária Arteris Litoral Sul, responsável pelo trecho, informou que a pista ficaria bloqueada até o resgate das vítimas.

Segundo o tenente Henrique Arendt Neto, do Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA), “foram deslocadas duas aeronaves para o resgate”. Por causa da mata fechada, cães auxiliam as equipes no resgate. “Uma aeronave também vai decolar com uma equipe do Grupo de Apoio Tático e com o canil para buscar vítimas. O local fica à margem da rodovia, é de difícil acesso”, afirmou.

A gravidade do acidente exigiu uma mobilização de diversas equipes dos dois estados. Foram deslocados para o local duas aeronaves do BPMOA, caminhões de Combate a Incêndio e Resgate, ambulâncias e viaturas de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros do Paraná; viaturas da concessionária Litoral Sul, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Civil, da Polícia Científica e do Instituto Médico Legal, além do suporte de Santa Catarina, que encaminhou aeronaves do Grupo Águia e viaturas do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Secretários de Saúde defendem toque de recolher nacional

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência

Dia a dia

ES registra o menor número de assassinatos desde 1996

Dia a dia

Capixabas já podem emitir nova carteira de identidade