34 pessoas que vieram da China entram em quarentena - ES360

34 pessoas que vieram da China entram em quarentena

Aeronaves da Força Aérea Brasileira enfrentaram chuvas fortes, vento e baixa visibilidade. O primeiro avião desceu às 6h05, e o segundo, às 6h12

Equipe com roupas especiais aguardavam em Anápolis a chegada dos brasileiros que estavam no epicentro da epidemia de coronavírus. Foto: Divulgação/Ministério da Defesa
Equipe com roupas especiais aguardavam em Anápolis a chegada dos brasileiros que estavam no epicentro da epidemia de coronavírus. Foto: Divulgação/Ministério da Defesa

Os dois aviões que trouxeram 34 brasileiros (adultos e crianças) repatriados que estavam em Wuhan –epicentro da epidemia de coronavírus– pousaram na manhã deste domingo (9) em uma base em Anápolis (GO). Eles ficarão em quarentena por 18 dias, monitorados por equipe médica.

As duas aeronaves da Força Aérea Brasileira enfrentaram chuvas fortes, vento e baixa visibilidade, o que atrasou o pouso. O primeiro avião desceu às 6h05, e o segundo, às 6h12. Foram 36 horas desde o embarque, fazendo paradas em Urumqi (China), Varsóvia (Polônia), Ilhas Canárias, Fortaleza e, por fim, Goiás.

Desde o embarque, o grupo –que não apresentou nenhum sintoma do vírus– estava com máscaras de proteção. A equipe médica e a que os recebeu em Anápolis estavam vestindo roupas de proteção.

Ontem, o grupo assistiu a palestras sobre como será a rotina deles durante esses dias e quais medidas e regras sanitárias exigidas pelas autoridades de saúde eles devem seguir para evitar risco de contaminação.

Três vezes ao dia, cada pessoa terá que passar por uma série de exames para prevenção do vírus.

Além dos 34 brasileiros que estão sob observação, outras 24 pessoas que compõem a tripulação, médicos e equipe de comunicação também ficarão isolados.

Durante a quarentena, o grupo pode caminhar pela área externa da base (protegida por muros altos), dentro de um espaço limitado. A alimentação diária será levada até o local, e eles têm recursos de entretenimento.

Casos suspeitos

O Ministério da Saúde investiga 11 casos suspeitos de coronavírus em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Desde o começo do monitoramento, 28 casos já foram descartados.

Com Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Três acidentes causam mortes de policiais neste Carnaval

Dinheiro

Seu Dinheiro: como evitar prejuízo na compra do dólar

Dia a dia

Orla de Anchieta será revitalizada a partir de março

Dia a dia

Vereador da Serra morre em acidente na BR-101